FAB lança de paraquedas mantimentos para famílias ilhadas em áreas isoladas pelas enchentes no RS

As missões buscam trazer mais agilidade no atendimento à população isolada.Foto: FAB

A Força Aérea Brasileira (FAB) iniciou, na quinta-feira (9), uma operação de assistência humanitária no Rio Grande do Sul, para lançar cargas aéreas de mantimentos e itens essenciais às famílias que seguem ilhadas. Após dias de tragédia, diversas comunidades permanecem isoladas devido às enchentes que assolam a região.

A primeira carga, composta por 2,4 toneladas de fardos contendo alimentos e água, foi lançada na cidade de São Jerônimo, localizada a 80 km de Porto Alegre. Com seus 21 mil habitantes, o município foi um dos mais afetados pelas inundações, com muitas famílias sofrendo perdas significativas devido à força das águas. As missões buscam trazer mais agilidade no atendimento à população isolada, uma vez que muitas estradas encontram-se obstruídas.

Coordenado pelo Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), o primeiro lançamento foi realizado a partir da aeronave C-105 Amazonas do Primeiro Esquadrão do Décimo Quinto Grupo de Aviação (1º/15º GAV), o Esquadrão Onça, sediado na Base Aérea de Campo Grande (BACG). O avião foi deslocado para operar a partir da Base Aérea de Santa Maria (BASM).

O material foi equipado com paraquedas e deve ser recolhido e distribuído pelas autoridades locais. Após a missão de lançamento, foram transportados 4,5 toneladas de insumos hospitalares e material de resgate até a Base Aérea de Santa Maria (BASM). O material foi embarcado na Base Aérea de Canoas.

Também na quinta-feira, uma aeronave SC-105, utilizada para buscas na área de enchentes, lançou mantimentos para uma família que estava ilhada próximo ao município de Rio Pardo. No material lançado, havia garrafas de água, alimentos, lanterna e ponchos.

Os tripulantes da aeronave lançam uma mensagem solicitando que os ilhados sinalizem em caso de necessidade de resgate ou de suprimentos. Os moradores são orientados a montar um sinal de “Y” no chão se precisarem ser resgatados ou “X” se quiserem mantimentos. Neste caso, os ilhados montaram um sinal de X.

Nesta semana, um avião militar voou carregado com 34 toneladas de donativos, como fardos de água, cestas básicas, colchões, cobertores e medicamentos doados pela população de várias partes do País, para apoiar os esforços de socorro e assistência às pessoas atingidas pelas fortes chuvas que caem no Rio Grande do Sul, desde a semana passada.

Os suprimentos foram doados na campanha da FAB chamada de Todos Unidos pelo Sul. As bases aéreas de São Paulo (Guarulhos-SP), do Galeão (Rio de Janeiro) e de Brasília (DF) centralizam as coletas dos suprimentos. Os pontos de arrecadação de roupas, colchonetes, água potável e gêneros alimentícios não-perecíveis seguem ativos de 8h às 18h, diariamente.

 

osul.com.br

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Serra e Litoral nas principais redes sociais. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Tem também o nosso grupo do Telegram e Whatsapp.

AS MAIS LIDAS

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

Notícias Relacionadas