“É assustador o que temos neste ano”, diz Arita sobre casos de dengue no RS

Com 466 municípios em situação de infestação, secretária afirma que "proliferação está acelerada” | Foto: Guilherme Testa / CP Memória

Casos têm crescido em velocidade acelerada e têm alertado autoridades da saúde.

“É assustador o que temos nesse ano”. A afirmação foi feita pela secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, nesta terça-feira, diante do crescimento de casos de dengue. Ela destacou que o último levantamento mostra que nas primeiras cinco semanas deste ano o número de casos confirmados é 16 vezes maior. Além do óbito confirmado ontem por dengue, há outros quatro anos sendo investigados pela secretaria de Saúde. No país, pelo menos quatro estados – Acre, Minas Gerais e Goiás, além do Distrito Federal – já decretaram situação de emergência em saúde pública por causa da aumento de ocorrências.

Outra preocupação no RS deve-se ao fato de que o pico de casos de dengue ocorre normalmente em abril. Assim, houve uma antecipação do quadro. Para tal, ela destacou que houve a capacitação dos municípios com novas técnicas, mas que a orientação principal é para que ativem os seus comitês.

Arita Bergmann disse ainda que 466 municípios estão com nível de infestação. “A proliferação está acelerada”, resume. Para tal, as conversas com os municípios tem sido ainda para o fortalecimento do diagnóstico na rede básica, para o diagnóstico rápido. Isso evita que os casos evoluam e fiquem mais graves, precisando inclusive de internação em UTI.

 

Correio do Povo

Onde Ir

Dicas de Onde Ir, na Serra ou no Litoral
Onde Ir