Demolição do Esqueletão será detalhada pela prefeitura nesta Segunda-feira

Processo para derrubada do Esqueletão iniciará na próxima segunda-feira | Foto: Maria Eduarda Fortes / CP

Comerciantes e moradores do Centro Histórico de Porto Alegre participam de reunião com a gestão municipal na terça-feira.

A prefeitura de Porto Alegre detalhará nesta segunda-feira como será o processo de demolição do edifício Galeria XV de Novembro, conhecido como “Esqueletão”. A apresentação, marcada para as 9h, deve por fim às dúvidas de quem trabalha próximo ou circula pelo Centro Histórico.

A data prevista para o início do trabalho se aproxima, mas o comerciante Vladmir Franco, 42, lamenta não saber quando e de que forma será executado. “Não divulgam nada. O ideal é que eles tivessem pelo menos dado umas informações antes, né?”, questiona.

Tudo que Vladmir diz saber sobre o tema vem de um pedaço de folha A4 de aproximadamente 5cm X 5cm com uma foto em preto e branco do prédio e a logomarca da prefeitura que afirma ter recebido de uma equipe do município durante a semana. “É um aviso de que haverá uma reunião na terça-feira, às 18h, para nos passar o que vai acontecer”, avisa o comerciante.

A conversa com moradores e comerciantes é importante para que ocorra o planejamento. Roberta Castro de Oliveira, 27 anos, é funcionária de uma loja de calçados que fica próxima do Esqueletão. Muito além da curiosidade, a trabalhadora quer saber se sua rotina será afetada. “Se vão implodir, vão isolar o centro? Como fica quem trabalha aqui?”, questiona.

As respostas serão conhecidas logo mais, uma vez que a assessoria de Comunicação da prefeitura optou por não antecipar os detalhes. O que se sabe até o momento é que o trabalho deve se estender por 120 dias e está orçado em R$ 3,79 milhões.

A coordenação é da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Smoi). Um cronograma divulgado anteriormente previa a demolição manual dos nove andares mais altos, assim como uma área térrea junto à rua Otávio Rocha.

 

O prédio

Abandonado desde década de 1950, o Esqueletão está localizado no Centro Histórico e tem cerca de 13 mil metros quadrados. São 19 pavimentos, alguns inclusive estiveram ocupados irregularmente por moradias.

A construção é marcada por polêmicas e interdições judiciais para desocupação e demolição da estrutura inacabada.

A permissão para colocar abaixo o prédio só foi dada em abril de 2023, por meio do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

 

Correio do Povo

Onde Ir

Dicas de Onde Ir, na Serra ou no Litoral
Onde Ir