Terremotos no Japão causam quase 50 mortes

Os tremores foram sentidos na Península de Noto, sendo que o abalo mais forte teve 7,6 graus de magnitude na escala Richter.

Aumentou para 48 o número de mortes provocadas por uma série de terremotos que atingiu o Japão na segunda-feira (1º), de acordo com informações divulgadas pela TV pública NHK.

Os tremores foram sentidos na Península de Noto, sendo que o abalo mais forte teve 7,6 graus de magnitude na escala Richter.

Nesta terça-feira (2), equipes de resgate continuam as buscas por sobreviventes. “A busca e resgate das pessoas afetadas pelo terremoto é uma batalha contra o tempo”, disse o primeiro-ministro Fumio Kishida durante uma reunião de emergência.

O governo japonês afirmou que os socorristas estão com dificuldades de acessar o Extremo Norte da Península de Noto. Algumas regiões estão isoladas, já que estradas foram destruídas.

Na cidade de Wajima, que fica no Norte da península, o Corpo de Bombeiros disse que ao menos 30 prédios desabaram. Há relatos de pessoas presas sob os escombros.

Em Suzu, o prefeito da cidade, Masuhiro Izumiya, informou que até 1 mil casas foram destruídas. “A situação é catastrófica”, disse ele.

A série de terremotos fez com que o Japão emitisse um alerta de tsunami para toda a Costa Oeste do país. Ao todo, cerca de 140 tremores foram registrados na região em 24 horas.

Fonte: O Sul

leouve.com.br

Onde Ir

Dicas de Onde Ir, na Serra ou no Litoral
Onde Ir