Sobe para 7 número de mortos pelas chuvas no Rio; Petrópolis decreta emergência

Subiu para sete o número de mortos no Estado do Rio de Janeiro por conta das fortes chuvas | Foto: PABLO PORCIUNCULA / AFP

Previsão é de mais chuva neste sábado na região.

Subiu para sete o número de mortos no Estado do Rio de Janeiro por conta das fortes chuvas que atingem a região desde sexta-feira, 22.

Uma pessoa que estava desaparecida em Petrópolis, cidade mais afetada por deslizamentos até então, foi encontrada sem vida. Ontem, a cidade já havia registrado três mortes por soterramento.

A previsão é de mais chuva neste sábado, 23.

As outras mortes no Estado aconteceram em Duque de Caxias, onde um homem se afogou depois que o caminhão que dirigia caiu num rio; em Arraial do Cabo, após um homem ser atingido por um raio no Pontal do Atalaia; e em Teresópolis, em um desabamento.

As informações são do Corpo de Bombeiros.

Uma criança de 4 anos que também estava desaparecida na cidade foi encontrada com vida nesta manhã. Ela teria ficado mais de 16 horas soterrada após um prédio desabar no bairro Independência. A informação foi divulgada pelo Governo do Rio de Janeiro no X, antigo Twitter.

O prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, anunciou no fim da noite desta sexta um decreto de emergência para a cidade – ao todo, já foram registrados 75 deslizamentos na cidade e há risco de mais.

O governador Cláudio Castro (PL) viajou para a cidade, onde deve permanecer durante o final de semana. De acordo com ele, o Exército brasileiro foi acionado para ajudar no local.

O secretário nacional de Defesa Civil, Wolnei Wolff, também foi enviado ao local pelo ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes.

“Nossa cidade está em estágio de crise. Anunciamos também decreto de emergência, em função da possibilidade do alto volume pluviométrico registrado, com consequências em diversos pontos, e a possibilidade deste cenário continuar nos próximos dias”, disse Bomtempo. “Nos solidarizamos com as vítimas e estamos empenhados em dar todo o suporte para as famílias que estão em pontos de apoio.”

De acordo com a Defesa Civil municipal de Petrópolis, até a noite de ontem, foram recebidos mais de 150 pedidos de ajuda por parte da população – a maioria delas por conta de deslizamentos.

A região mais afetada é o bairro Independência, onde o volume de chuva foi ainda maior e um prédio desabou na tarde de ontem. Pelo menos sete pessoas foram soterradas – cinco delas, resgatadas com vida.

O bairro de São Sebastião e a Rua Doutor Thouzet, que fica próxima ao campus da Universidade Federal Fluminense (UFF) em Petrópolis, também foram muito prejudicados, segundo a Defesa Civil.

A prefeitura diz que abriu 67 pontos de apoio, onde pelo menos 333 pessoas já foram recebidas.

Somente em 12 horas (das 6h às 18h), choveu 230 milímetros na cidade e, às 22h, a cidade chegava aos 270mm.

O Rio Quitandinha transbordou e, por conta da queda de barreiras, a Rodovia BR-040 chegou a ser interditada.

 

Correio do Povo

 

Compre Aqui!

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

As Mais Lidas...​

Notícias Relacionadas