Operação Accelerare III prende sete lideranças de grupos nazistas. Uma das prisões ocorreu em Capão da Canoa

 

PC_161123-768x1024 Operação Accelerare III prende sete lideranças de grupos nazistas. Uma das prisões ocorreu em Capão da Canoa

Foto: PCRS

Polícia Civil deflagra a terceira fase da Operação Accelerare, por meio da Delegacia de Polícia de Combate à Intolerância (DPCI), com apoio do Ministério da Justiça, por intermédio do Projeto I.M.P.U.L.S.E, de peritos do Instituto-Geral de Perícias (IGP) e da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN). Cerca de 100 policiais civis participaram da ação, que decorre de sete meses de investigação.

Sete indivíduos foram presos e um adolescente foi apreendido pelos crimes de apologia ao nazismo e associação criminosa. Os presos têm 19, 21, 22, 23, 30, 35 e 38 anos. Foram também apreendidos materiais e simbologias de apologia ao nazismo, fardamento inspirado na SS (exército nazista), armas brancas, simulacros de arma de fogo e literatura com conteúdo fascista e nazista. Três prisões aconteceram em Porto Alegre; uma em Pantano Grande; uma em Novo Hamburgo; uma em Capão da Canoa; e uma em Fortaleza, no Ceará. Com exceção de duas pessoas, que estavam em casas prisionais cumprindo penas por outros crimes, todos foram presos em suas casas.

As investigações iniciaram em maio deste ano, quando aportou na DPCI uma denúncia anônima que relatava a existência de diversos grupos neonazistas e extremistas no Rio Grande do Sul. A primeira e segunda fase da Operação Accelerare resultaram em prisões de suspeitos e apreensão de equipamentos eletrônicos para extração de dados.

A análise dos materiais apreendidos e, principalmente, do conteúdo extraído de telefones celulares, permitiu a identificação de diversas células ou grupos neonazistas com características extremistas, separatistas e racistas, bem como de diversos integrantes dos grupos e suas lideranças.

A partir das informações e análises de dados, a DPCI representou pela prisão preventiva de nove (9) investigados, bem como por mandados de busca e apreensão em 23 endereços no Rio Grande do Sul, Curitiba (PR), São Paulo (SP), Araçoiaba da Serra (SP), Ribeirão Pires (SP) e Fortaleza (CE).

Com apoio de peritos criminais do Instituto-Geral de Perícias (IGP), as extrações de dados dos dispositivos móveis puderam ser realizadas nos próprios locais de cumprimento dos mandados de busca e apreensão.

Polícia Civil-RS

jplitoral.com.br

 

 

Guia Serra e Litoral só R$ 20 POR ANO
Estamos em faze de lançamento, Anuncie Conosco preço promocional

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Serra e Litoral nas principais redes sociais. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Tem também o nosso grupo do Telegram e Whatsapp.

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp