Enchentes no RS: mais de 10 mil pessoas foram resgatadas, mas ainda há moradores isolados

Moradores sendo retirados de casa em Canoas, na Grande Porto Alegre, neste sábado. Duda Fortes / Agencia RBS

Instabilidade que atinge o Estado desde o início da semana afetou cerca de 510 mil pessoas em 317 municípios; mais de 82,5 mil gaúchos estão fora de casa.

O governador Eduardo Leite e os ministros Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação Social da Presidência) e Waldez Góes (Integração e Desenvolvimento Regional) afirmaram que esforços conjuntos dos governos se concentram, no momento, em resgatar o maior número de pessoas atingidas pelas enchentes que atingem o Rio Grande do Sul.

De acordo com Pimenta, há 32 aeronaves operando nos trabalhos e mais de 10 mil resgates foram realizados até o momento. Contudo, ainda há moradores isolados em diferentes partes do Estado.

Conforme o mais recente balanço da Defesa Civil gaúcha, divulgado às 18h deste sábado (4), a instabilidade que atinge o Estado desde o início da semana afetou cerca de 510 mil pessoas em 317 municípios. Mais de 82,5 mil gaúchos estão fora de casa.

Até o momento, são 55 mortes confirmadas e sete em investigação — a Defesa Civil apura se os óbitos têm relação com os recentes eventos climáticos. Há ainda 74 pessoas desaparecidas.

— Isso é o que está registrado. Como há situações ainda sendo investigadas, esse número (de mortos) pode crescer exponencialmente — disse Leite em entrevista coletiva.

— Esse momento é ainda de resgates, de chegar nos locais — acrescentou o governador.

 

Resgates no RS

As estradas do Estado registram mais de 180 pontos de bloqueio, o que dificulta as operações. Para o ministro Paulo Pimenta, este domingo (5) ser[a um dia “ainda fundamental para salvar vidas”.

— Vamos buscar até o último momento salvar todo mundo que puder ser salvo (…) Depois, juntos, vamos pensar o trabalho de reconstrução, de restabelecimento.

Segundo as autoridades, os principais pontos de atenção se concentram na região metropolitana de Porto Alegre, que enfrenta a maior cheia já registrada do Guaíba, que vem recebendo volumes significativos de água vinda do interior do Estado.

Neste sábado, o Guaíba passou dos cinco metros, dois metros acima da cota de inundação. A região central de Porto Alegre e outros bairros registram inundações e, em algumas localidades, milhares de pessoas precisaram ser retiradas.

 

gauchazh.clicrbs.com.br

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Serra e Litoral nas principais redes sociais. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Tem também o nosso grupo do Telegram e Whatsapp.

AS MAIS LIDAS

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

Notícias Relacionadas