Black Friday: Conheça os golpes mais comuns aplicados na data

Consumidores devem estar atentos para não cair em golpes e transformar a expectativa de bons negócios em frustração.

black-2-1024x615 Black Friday: Conheça os golpes mais comuns aplicados na data

Foto: Reprodução

 

Faltando menos de 10 dias para a Black Friday, que neste ano ocorre no dia 24 de novembro, consumidores devem estar atentos para não cair em golpes e transformar a expectativa de bons negócios em frustração.

Diogo Sersante, especialista em prevenção a fraudes da Incognia, fez um levantamento dos principais golpes dados nesse dia. Segundo ele, não é indicado fornecer informações bancárias e documentos quando não há segurança de que o site ou plataforma é confiável. Também não é recomendado baixar aplicativos fora das lojas oficiais dos sistemas operacionais (App Store, Play Store, etc).

“Essa prática é chamada de phishing, um tipo de fraude por engenharia social que se resume ao fraudador se passar por uma organização de confiança. Ele envia um e-mail ou SMS para o usuário, muitas vezes com links infectados por malwares, para enganar e fazer compartilhar informações sensíveis, como credenciais de acesso ou dados de cartões, ou infectar o dispositivo”, explica.

De posse desses dados, afirma o especialista, os criminosos conseguem acessar as contas dos usuários e fazem compras usando informações pessoais e bancárias da vítima. Além das perdas financeiras, o processo ainda destrói a confiança do usuário na plataforma de comércio eletrônico.

 

Golpe no Pix

O Pix oferece mais facilidade nos pagamentos, mas também pode ser usado para golpes. Sersante sugere cadastrar as chaves apenas nos canais oficiais de instituições financeiras e não salvar dados diretamente em aplicativos ou plataformas de compras.

“Além disso, fique atento a qualquer contato recebido se passando por instituição financeira e não forneça suas credenciais de acesso em nenhuma hipótese”, alerta.

De acordo com ele, as empresas devem optar por soluções mais robustas e que não confiem somente em credenciais estáticas de acesso, como login e senha.

“Recursos como o uso da localização para proteger os usuários legítimos, proporcionando autenticação dinâmica e contínua, para impedir as fraudes antes que elas ocorram, já são uma realidade que tornam o ecossistema ainda mais seguro”, enfatiza o especialista.

 

Links falsos

Alessandro Fontes, co-fundador da plataforma especializada em verificação de golpes Site Confiável, cita como principal ponto de atenção a falsa sensação de segurança que alguns sites podem passar ao consumidor apenas por possuir os prefixos “https” ou “ssl”.

“Esse protocolo serve para criptografar os seus dados durante uma transação de informações, mas isso não é garantia nenhuma de segurança ou de confiabilidade. A maioria dos sites fraudulentos possuem o ‘hhtps’”, explica Fontes.

 

Anúncios

Também é importante redobrar a atenção para promoções divulgadas em anúncios.

De acordo com o especialista, o principal canal para os criminosos chegarem às vítimas são os anúncios em buscadores e redes sociais. Por isso, a recomendação é pesquisar o anunciante a fundo para ter certeza que não se trata de um golpe antes de acessar, se cadastrar ou comprar qualquer produto.

“Isso também vale para ofertas e produtos divulgados por influenciadores”, acrescenta.

 

Use o cartão de crédito

Fontes também alerta que o consumidor deve desconfiar de ofertas muito atraentes, e recomenda evitar pagamentos via Pix e boleto bancário.

“Essas são excelentes alternativas para conseguir um bom desconto à vista, mas também são mais arriscados, pois não possuem mecanismos seguros para reversão do pagamento, caso seja identificado um golpe”, diz.

“Já os cartões, além de possuírem tecnologias para identificar fraudes durante o pagamento, conseguem também fazer o estorno do pagamento nesses casos”.

Além disso, Fontes alerta para compras em redes sociais.

“Há muitos negócios sérios nas redes sociais, mas há também muitos golpes de criminosos que criam perfis, usando indevidamente fotos e/ou nomes parecidos de empresas que realmente existem, inclusive com depoimentos de falsos clientes para atrair as vítimas oferecendo produtos com preços bem abaixo do praticado”, conclui.

 

osul.com.br

Guia Serra e Litoral só R$ 20 POR ANO
Estamos em faze de lançamento, Anuncie Conosco preço promocional

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Serra e Litoral nas principais redes sociais. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Tem também o nosso grupo do Telegram e Whatsapp.

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

Notícias Relacionadas