Baixa do Turismo em Cambará do Sul gera Protesto contra preço de Ingressos de Parques Nacionais

O prefeito Ivan do Amaral Borges ressaltou que a intenção dessas ações é de sensibilizar os órgãos e empresas que atuam no desenvolvimento da região | Foto: Paulo Ferretti / Especial CP

Acesso ao Parque Nacional de Aparados da Serra e ao Parque Nacional da Serra Geral custa R$97,00.

Moradores e empresários de Cambará do Sul organizam um protesto pela redução do valor praticado nos ingressos de entrada e no Parque Nacional de Aparados da Serra e no Parque Nacional da Serra Geral, que hoje custa R$97,00.

O Aparados da Serra tem 13.141,05 hectares de área e perímetro de 63 km, e faz fronteira tanto ao Sul quanto ao Norte ao Serra Geral. Juntos, os dois parques abrangem uma área de aproximadamente 30.400 hectares. Os locais estão sob concessão da Urbia Cânions Verdes .

O prefeito de Cambará do Sul, Ivan do Amaral Borges, informou que uma reunião com o presidente nacional do ICMBio em Brasília está marcada para a próxima sexta-feira. No encontro serão discutidos a liberação de obras de infraestrutura dentro dos parques nacionais.

O executivo municipal também informou que está tentando agendar uma reunião com a presidência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para delegar competência à Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) para licenciar obras na rodovia 427, que liga Cambará ao Parque Nacional da Praça da Serra.

“A nossa ideia é tentar discutir com eles quais são as possibilidades de liberação dessas obras de infraestrutura dentro dos parques nacionais que a Urbia tanto relata que não pode fazer”, declarou.

O prefeito ainda ressaltou que a intenção dessas ações é de sensibilizar esses órgãos e empresas que atuam no desenvolvimento da região.

“Não adianta ficar aqui buscando quem é o culpado disso ou daquilo. Nós precisamos nos unir para o bem comum de todo mundo. Eu acho que se a Urbia tiver um pouquinho de sensibilidade e dividir esses ingressos em 50 reais para cada parque, a pessoa tem a condição de optar. Isso resolveria 70% dos problemas. Queremos também liberar a licença para o asfaltamento dessa rodovia, que o governador tem o dinheiro, tem a liberação toda, é só fazer a obra. Uma estrada pronta que não precisa praticamente nem ter a planagem”, considerou.

De acordo com Lucas da Rosa Pietsch, condutor de Ecoturismo e Turismo de Aventura, e um dos organizadores da manifestação, informou que a maior revindicação é a redução dos valores do ingresso.

“Queremos reduzir esse valor, que abra margem para grupos escolares, que tenha desconto e isenções mais efetivas. Também cobramos efetividade por conta do ICMBio, algumas coisas que não estão sendo transparentes. Nas audiências públicas com a empresa, quase um monólogo, onde só ela fala, só ela diz e não é ouvida a parte da comunidade, não é nem respeitado isso”, desabafou.

Pietsch ainda conta que após uma audiência pública, os valores dos ingressos sofreram aumento.

“No dia 26 de fevereiro foi feita uma audiência pública para pedir a redução dos ingressos. No dia 29 eles aumentaram o valor de ingressos de estacionamentos para R$ 20. A tirolesa, que inicialmente começou por R$150, aumentou a R$180, e hoje está por R$220”, afirmou.

 

A comunidade de Cambará do Sul divulgou um manifesto, que expressa a insatisfação da comunidade em relação à gestão do turismo nos Parques Nacionais de Aparados da Serra e da Serra Geral. O documento critica a falta de diálogo, visão de longo prazo e estudos de viabilidade socioeconômica por parte da concessionária responsável. Destaca ainda que as ações da concessionária parecem privilegiar interesses comerciais em detrimento da preservação e valorização dos recursos naturais e culturais dos parques.

O manifesto questiona a atuação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) na fiscalização do contrato e sua transparência. Além disso, rejeita isenções fiscais para a concessionária enquanto pequenos empreendedores locais enfrentam dificuldades.

Em nota, a Urbia Cânions Verdes, concessionária que administra as áreas de visitação dos Parques Nacionais de Aparados da Serra e da Serra Geral, informou que já investiu mais de R$ 55 milhões na melhoria da infraestrutura para a visitação.

“Como parte da estratégia de atração de novos turistas, investiu em atrativos de classe mundial como a tirolesa mais alta das Américas em operação no cânion Fortaleza, além da instalação de restaurantes, cafés e lojas de conveniência para melhor atender os visitantes. Em breve será lançado novo centro de visitantes para melhoria da experiência e ações de educação ambiental”, diz a nota.

Sobre o valor dos ingressos, a Urbia Cânions Verdes destacou que são os mesmos desde agosto de 2023. R$ 97,00 para os 02 parques, permitindo com o mesmo ingresso, o acesso por três vezes, durante o período de sete dias, “em uma estratégia que incentiva a permanência no destino a fim de proporcionar receita para o comércio e turismo locais. Há uma política vigente de incentivo a viagens de grupos com tarifas reduzidas para viagens acima de 15 pessoas”, finaliza a nota.

 

Concessão dos Parques

Os parques nacionais Aparados da Serra e Serra Geral foram concessionados em agosto de 2021. Os investimentos foram estimados em R$260 milhões ao longo de 30 anos nas duas unidades de conservação.

O concessionário fica responsável pela revitalização, modernização, operação, manutenção dos parques, bem como por serviços de apoio aos turistas, incluindo alimentação, estacionamento e segurança.

 

Correio do Povo

 

VOTE MATTEUS BBB 24!

É a nossa cultura sendo conhecida por todo o Brasil!!

VOTE MATTEUS BBB 24!

Compre Aqui!

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

As Mais Lidas...​

Notícias Relacionadas