App ajuda a identificar tutores de cães e gatos resgatados durante a enchente em Porto Alegre

Animais resgatados recebem cuidados em abrigos da Capital. Renan Mattos / Agencia RBS

Software foi desenvolvido por empresa de tecnologia da Capital. Até o momento, foi possível chegar aos tutores de cerca de 30 animais.

Até este sábado (1º), ao menos 12.543 animais foram resgatados durante as inundações no Rio Grande do Sul, segundo dados da Defesa Civil. Um dos desafios é conseguir encontrar quem são os tutores de milhares de cães e gatos, que representam a maior parte dos pets salvos na enchente.

Em Porto Alegre, onde pelo menos 32 mil animais passaram por processo de microchipagem nos últimos anos, uma iniciativa de uma empresa de tecnologia está ajudando a agilizar esse processo. Um software foi desenvolvido para fazer o cruzamento entre os dados e proporcionar o reencontro entre tutores e pets.

Segundo o Gabinete da Causa Animal (GCA), da prefeitura de Porto Alegre, que coordenou a ação de castração e chipagem dos animais, ao menos 3,5 mil cães e gatos foram encaminhados para abrigos ou lares temporários. O AbigeApp Pets, desenvolvido pela empresa Be220, sediada no Instituto Caldeira Inovação, em Porto Alegre, tornou-se nos últimos dias uma ferramenta para facilitar essa verificação de dados dos animais resgatados.

Antes da existência do software, segundo Diego Vilela, CEO e fundador da desenvolvedora de aplicativos, a pesquisa era realizada pelo gabinete de forma manual. Era necessário acessar centenas de planilhas para tentar encontrar as informações referentes ao microchip.

Ele explica que a empresa atua com o Gabinete da Causa Animal há cerca de um ano, auxiliando a digitalizar os dados de microchipagem.

— Nos deparamos na enchente com muitos animais perdidos, em massa. Já vínhamos atuando nessa causa animal. Então fizemos um novo contato com o Gabinete para saber no que poderíamos ajudar. Há um grande volume de pessoas que precisou deixar suas casas, acabou se separando de seus pets, e em muitos casos os animais tem microchipagem, porque os tutores participaram do programa assistencial. Então desenvolvemos esse sistema que consegue importar as informações dos microchips e fazer essa pesquisa de forma rápida — afirma.

O software não é aberto ao público, e sim de uso restrito do Gabinete da Causa Animal. Por meio dele, é possível tanto fazer a pesquisa com o número do microchip dos animais que já estão em abrigos e encontrar os dados do tutor, como a busca reversa. Neste caso, se o responsável fizer contato, com o número do chip, é possível verificar se o animal está em algum abrigo que tenha feito a leitura do código. Com o uso da tecnologia, o objetivo é aumentar o número de reencontros entre os tutores e os animais.

— Qualquer pessoa pode informar o número do microchip para o gabinete, eles copiam, colam lá e já mostra direto. É possível saber se está na base de dados e fazer o contato com o tutor para agilizar esse reencontro. Já temos 32 mil animais com dados de seus tutores — explica Vilela.

A leitura do microchip, implantado no dorso do animal, é realizada por meio de um leitor. Até o momento, por meio dessa iniciativa, foi possível chegar aos tutores de cerca de 30 animais.

 

Projeto amplo

O software faz parte de uma solução mais ampla destinada ao controle da população de cães e gatos abandonados. O projeto obteve o 1° lugar no Programa AceleraX POA Inovadora, do Sebrae, em março deste ano, e está contemplado em uma Prova de Conceito em andamento com a prefeitura de Porto Alegre.

 

Como solicitar a pesquisa pelo número do chip?

Os abrigos que possuem animais resgatados em Porto Alegre podem entrar em contato com os canais de contato abaixo e solicitar a pesquisa.

Os tutores que perderam seus animais, e possuem o número do chip, também podem entrar em contato.

É necessário estar com o número do chip em mãos para informar ao atendente.

A pesquisa será feita na base de dados dos tutores que utilizaram nos últimos anos o serviço de castração e chipagem gratuitos oferecidos pela Prefeitura de Porto Alegre. É possível entrar em contato pelos emails gp.causaanimal@portoalegre.rs.gov.br ou suporte@abigeapp.com.br. O contato também pode ser feito por meio do WhatsApp no telefone (51) 99134-3075.

 

Castração

Em Porto Alegre, o serviço de castração de cães e gatos é disponibilizado gratuitamente aos animais de tutores que possuem Número de Identificação Social (NIS), Bolsa Família ou que constam no Sistema de Cadastro Único (CadÚnico).

O NIS é intransferível, só pode ser utilizado pelo inscrito e para os seus animais.

É possível solicitar a castração de até cinco animais por protocolo por campanha de castração. As cirurgias são realizadas nas clínicas de castração credenciadas e na Unidade de Saúde Animal Victória (USAV).

 

gauchazh.clicrbs.com.br

Guia Serra e Litoral só R$ 20 POR ANO
Estamos em faze de lançamento, Anuncie Conosco preço promocional

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Serra e Litoral nas principais redes sociais. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Tem também o nosso grupo do Telegram e Whatsapp.

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

Notícias Relacionadas