Vazamento de gás após recarga em prédio causou explosão em condomínio de Porto Alegre, diz Corpo de Bombeiros

Suspeita é que explosão tenha ocorrido por vazamento de gás após recarga de cilindros em uma torre | Foto: Maria Eduarda Fortes

Dois bombeiros e três moradores sofreram queimaduras; duas pessoas seguem na UTI do Hospital Cristo Redentor.

O Corpo de Bombeiros Militar acredita que um vazamento de gás tenha causado a explosão ocorrida nessa madrugada em um condomínio na rua Inocêncio de Oliveira Alves, bairro Rubem Berta, na zona Norte de Porto Alegre. Dois bombeiros e três moradores sofreram queimaduras. Pelo menos outras quatro pessoas foram atingidas por estilhaços de vidro.

De acordo com o boletim de ocorrência, os bombeiros foram acionados pouco da meia-noite, após morados terem sentido cheiro de gás. Os condôminos relataram que, próximo às 22h30min, o prédio teve falta de gás e precisou chamar uma empresa para reabastecer os cilindros em uma torre. A suspeita é que o vazamento aconteceu após a recarga, possivelmente por conta de um registro que foi deixado aberto durante o reabastecimento e acabou espalhando gás pelo local.

Ainda segundo o boletim, a explosão ocorreu em um apartamento entre o segundo e o terceiro andar do condomínio, quando os bombeiros ainda estavam dentro do prédio. O impacto fez com que parte da parede do prédio desabasse.

Dois soldados tiveram queimaduras de primeiro e segundo grau. Eles foram atendidos no HPS e um deles já foi liberado.

Uma moradora de 17 anos sofreu queimaduras no braço. Outros dois condôminos estão internados em estado grave, na UTI do Hospital Cristo Redentor. Ao menos outras quatro pessoas foram atingidas por estilhaços de vidro e receberam atendimento no HPS.

O prédio foi evacuado. Instituto-Geral de Perícias está no local. A Defesa Civil interditou o condomínio e não há prazo para que os moradores retornem aos apartamentos.

Correio do Povo

Onde Ir

Dicas de Onde Ir, na Serra ou no Litoral
Onde Ir