Saci do Inter é alvo de nova denúncia de importunação sexual ocorrida no Gre-Nal

Funcionário do Inter que trabalha fantasiado de mascote foi denunciado duas vezes por importunação sexual | Foto: Ricardo Duarte /Inter /CP

Segunda ocorrência contra homem que interpreta mascote do clube foi registrada por uma torcedora colorada.

A Polícia Civil anunciou, nesta quinta-feira, que há outra denúncia de importunação sexual contra o funcionário que interpreta o mascote Saci do Inter.

Ele já é alvo de inquérito, aberto em fevereiro, em que a vítima é uma repórter.

A segunda ocorrência foi registrada por uma torcedora colorada.

Os dois casos teriam ocorrido no Beira-Rio, durante o último Gre-Nal.

A partida aconteceu no dia 25 de fevereiro.

A torcedora conta que estava na arquibancada, antes do início do jogo, quando pediu para fazer uma foto com o ator fantasiado. O homem então teria agarrado com força, primeiro a cintura e depois os braços dela, antes de proferir uma frase de conotação sexual. Ele teria dito que ‘se sentia um adolescente na puberdade’.

Após o ocorrido, a vítima diz que se sentiu mal e não conseguiu permanecer no estádio. Ela conta que foi embora antes do início do jogo.

Segundo a delegada Cristiane Ramos, que coordena as investigações, as imagens registradas pela vítima foram analisadas. Em uma das fotos, diz a policial, é possível verificar que uma das mãos do funcionário encosta na área dos seios da torcedora. “O inquérito deve ser finalizado nos próximas dias”, resumiu a delegada.

A primeira denúncia foi feita pela jornalista Gisele Kümpel, que cobria o jogo pelo Canal Monumental. De acordo com a versão dela, o funcionário a agarrou e beijou, repetidamente, após um gol do Inter. Antes disso, ele teria feito gestos e insinuações durante a partida.

No último domingo, a Justiça concedeu medida protetiva de urgência à comunicadora. Foi determinado que o suspeito precisará manter distancia mínima de 300 metros dela. Ele também está proibido de qualquer contato e mesmo de mencioná-la nas redes sociais.

O descumprimento da medida pode acarretar em prisão. “Vou trabalhar no Beira-Rio novamente e não sei se ele [suspeito] será demitido depois do resultado do inquérito. Não tenho garantias de nada, mas precisava fazer o que me cabe pra me sentir segura”, disse Gisele na ocasião.

Um dia após a primeira denúncia, o investigado se apresentou na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Porto Alegre (Deam). Ele prestou depoimento, na quarta-feira, em um novo inquérito instaurado após segunda queixa.

Em nota, o Inter destaca que afastou o funcionário. O clube também enfatizou que colabora com as investigações.

O Correio do Povo tentou ligar e enviou mensagens ao homem denunciado mas, até o momento, não houve retorno. O espaço permanece aberto.

 

Correio do Povo

Compre Aqui!

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

As Mais Lidas...​

Notícias Relacionadas