Ministério das Comunicações anuncia que fundo irá financiar recuperação da Rede de Telecomunicações no Rio Grande do Sul

Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações oferecerá recursos para empréstimos do BNDES a juros abaixo do mercado para reconstruir a infraestrutura da regiãoFoto: Kayo Souza/MCom

O presidente da Internet Sul (Associação de Provedores de Serviços e Informações), Fábio Badra se reuniu nesta quinta-feira (9), em Porto Alegre, com o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, para garantir o apoio do governo federal para o restabelecimento da infraestrutura de telecomunicações no Rio Grande do Sul, que foi seriamente afetada pelas fortes chuvas que atingem o Estado.

A ajuda será disponibilizada por meio do Fust (Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações), que junto com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), irá financiar a recuperação da infraestrutura das redes afetadas no Estado gaúcho.

Esses recursos serão operacionalizados por meio do BNDES, com juros abaixo do mercado. O Fust é destinado para iniciativas voltadas para a universalização da conectividade e atualmente há cerca de R$ 2 bilhões dele à disposição de novos projetos no banco de fomento.

“Vamos criar esse mecanismo para estender a mão amiga do Governo Federal, para que todas as empresas do setor sejam reerguidas e mantenham os empregos e os serviços à população, que são essenciais na vida das pessoas”, disse Juscelino, ao lado do ministro da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes; do ministro-Chefe da Secretaria de Comunicação Social do Brasil, Paulo Pimenta; do presidente da Telebras, Fred Siqueira; e secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wolff Barreiros.

“Ontem no Ministério das Comunicações, nós fizemos um anúncio importante dos primeiros contratos do Fust.

É um marco histórico. Nós também já anunciamos que o Conselho Gestor do Fust, que é coordenado pelo Ministério das Comunicações, aprovou que vai priorizar o acesso a esses recursos para projetos de recuperação dessas empresas de redes do Rio Grande do Sul”, complementou.

Segundo o ministro, o principal desafio no momento é a falta de energia elétrica para que as operadoras de banda larga funcionem. A Internet Sul reúne mais de 1 mil provedores no estado e todos eles estão muito sensibilizados com a situação.

“Há provedores que tinham 1 mil clientes e atendiam pequenas regiões, e que simplesmente perderam tudo. Tinham 50 empregados, isso significa que 50 famílias que dependiam deles. A empresa foi toda perdida e hoje estamos ao lado dessas pequenas, médias e até das grandes empresas para se reestabeleceram”, enfatizou Juscelino.

 

Ações para o RS

A força-tarefa do Ministério das Comunicações, Anatel e operadoras conseguiu reduzir de 12 para cinco cidades no Estado sem serviços de telecomunicações: Arroio do Meio, Encantado, Estrela, Pouso Novo e Progresso.

Além disso, as operadoras de telefonia móvel vão manter o sinal dos clientes inadimplentes no Rio Grande do Sul. Isso permite que os usuários da região utilizem a rede, mesmo que tenham plano pré-pago e estejam sem créditos.

O Ministério das Comunicações disponibilizou 34 antenas de emergência da Telebras para apoiar as equipes de resgate, centros de Comando de Crise, hospitais de campanha e abrigos com internet de banda larga nas regiões atingidas pelas enchentes.

A rede de agências dos Correios nas regiões Nordeste, Sudeste e Sul (no RS, apenas algumas cidades) e no Distrito Federal está disponível para doações para o Rio Grande do Sul. São aceitos itens como água (prioritário), alimentos da cesta básica, material de higiene pessoal, material de limpeza seco, roupas de cama e de banho e ração para pet. A ação começou na segunda-feira (6) e já arrecadou 600 toneladas.

Além disso, a estatal vai transportar gratuitamente mais de 50 toneladas de roupas e calçados apreendidos pela Receita Federal para a Defesa Civil gaúcha.

 

osul.com.br

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Serra e Litoral nas principais redes sociais. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Tem também o nosso grupo do Telegram e Whatsapp.

AS MAIS LIDAS

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

Notícias Relacionadas