Mais de 390 toneladas de donativos chegaram no RS transportados pela Marinha

Os donativos foram transportados pela Marinha em dois navios subordinados ao Comando do 5º Distrito Naval | Foto: Secom Marinha do Brasil/Divulgação/CP

Nesta quinta-feira, Marinha e Exército fizeram o transbordo de 100 toneladas de suprimentos essenciais.

Nesta quinta-feira, a Marinha e o Exército do Brasil fizeram o transbordo de 100 toneladas de suprimentos essenciais, incluindo alimentos não perecíveis, água potável e itens de higiene pessoal para a Defesa Civil do Rio Grande do Sul, como forma de prestar assistência às comunidades afetadas pelas enchentes no Estado.

Os donativos foram transportados pela Marinha em dois navios subordinados ao Comando do 5º Distrito Naval — o Apoio Oceânico “Mearim” e o Navio-Patrulha “Benevente” —, que chegaram à capital gaúcha, Porto Alegre, na terça-feira.

Na semana passada, a Marinha do Brasil já havia enviado dois navios carregados de donativos para combater as consequências das enchentes que assolam o estado. O Navio-Patrulha “Babitonga” e o Navio Hidrográfico Balizador Comandante “Varella” chegaram a Porto Alegre pelo Guaíba. No local, foi realizado o desembarque de combustível para reabastecer as equipes de resgate e de transporte dos desabrigados, assim como donativos enviados pelas diversas instituições de Rio Grande para a população da região metropolitana.

A Marinha do Brasil já transportou para o Rio Grande do Sul mais de 390 toneladas de donativos e 130 mil litros de água, além de 2 mil militares, nove navios de guerra, 50 embarcações, 11 helicópteros e 70 viaturas.

Sob coordenação do Ministério da Defesa, 17 mil militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica estão envolvidos diretamente na força-tarefa do Governo Federal para apoiar a região. Desde o início da operação Taquari II, em 30 de abril, já foram resgatados em torno de 70 mil pessoas e 10 mil animais. A ação conta com 330 embarcações (lanchas e botes), 35 aeronaves (aviões e helicópteros) e 5 navios, além de 4.500 viaturas e equipamentos de engenharia.

Em apoio ao sistema de saúde no Rio Grande do Sul, as Forças Armadas montaram cinco Hospitais de Campanha (Hcamp). O estado sofre com a maior enchente desde 1941 e apresenta carências em serviços de primeira necessidade. As primeiras unidades hospitalares, distribuídas nos municípios de Canoas, Eldorado do Sul, Estrela, Guaíba e São Leopoldo, começaram a funcionar a partir do dia 3 de maio e realizam, gratuitamente, cerca de 150 atendimentos por dia.

Com 70 militares da área de saúde à frente dos atendimentos, são oferecidos procedimentos em especialidades como clínico-geral, pediatria, odontologia, ortopedia, ginecologia e obstetrícia, além de atendimento psicológico.

 

Correio do Povo

 

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Serra e Litoral nas principais redes sociais. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Tem também o nosso grupo do Telegram e Whatsapp.

AS MAIS LIDAS

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

Notícias Relacionadas