“Dinheiro esquecido”: 40 milhões de brasileiros ainda têm dinheiro em instituições financeiras

Os dados são referentes a janeiro deste ano.Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

O Banco Central (BC) divulgou nesta semana que R$ 7,97 bilhões estão disponíveis para resgate no Sistema de Valores a Receber (SVR). Os dados são referentes a janeiro deste ano.

O dinheiro está em nome de mais de 40 milhões de pessoas físicas e 3 milhões de empresas. De acordo com o BC, a maioria dos resgates disponíveis é de até R$10 para 31 milhões de beneficiários. E menos de 2% tem valores acima de R$ 1 mil.

O sistema é um serviço do BC no qual é possível consultar se pessoas físicas, inclusive falecidas, e empresas têm algum “dinheiro esquecido” em banco, consórcio ou outra instituição.

A ferramenta foi lançada em janeiro de 2022.

Nesse intervalo, o sistema ficou suspenso por um período, mas retomado em março do ano passado.

Novos valores a receber podem ser incluídos mensalmente. Entre dezembro de 2023 e janeiro de 2024, por exemplo, o saldo “esquecido” subiu cerca de R$ 382 milhões apesar dos resgates do período.

 

Segundo o BC, desse total, estão disponíveis:

– R$ 6,4 bilhões para cerca de 40,6 milhões de CPFs;
– R$ 1,57 bilhão para 3,1 milhões de CNPJs.

 

De acordo com a instituição, 63,47% dos resgastes devem ser de até R$ 10.

– Entre R$ 0 e R$ 10 – 63,47%
– Entre R$ 10,01 e R$ 100 – 25,15%
– Entre R$ 100,01 e R$ 1.000 – 9,63%
– Acima de R$ 1.000,01 – 1,75%

 

Número de beneficiários por faixa de valor a receber:

– entre R$ 0,00 e R$ 10,00: 31.739.751 beneficiários
– entre R$ 10,01 e R$ 100,00: 12.577.082 beneficiários
– entre R$ 100,01 e R$ 1.000,00: 4.816.468 beneficiários
– acima de R$ 1.000,01: 876.568 beneficiários.

Segundo o BC, o beneficiário com valores a receber em mais de uma faixa é contado mais de uma vez. Até o final de 2023, quase R$ 6 bilhões já tinham sido resgatados.

 

Os valores “esquecidos” estão principalmente em bancos, que concentram cerca de R$ 4,7 bilhões do total:

– Bancos – R$ 4,7 bilhões;
– Administradoras de consórcio — R$ 2,2 bilhões;
– Cooperativas – R$ 760,6 milhões
– Instituições de pagamento – R$ 116,6 milhões;
– Financeiras – R$ 109,7 milhões;
– Corretoras e distribuidoras – R$ 9,6 milhões;
– Outros: R$ 4,9 milhões.

 

Como consultar e resgatar

O único site no qual é possível fazer a consulta e saber como solicitar a devolução dos valores é o https://valoresareceber.bcb.gov.br.

É importante ressaltar que, via sistema do Banco Central, os valores só serão liberados para aqueles que fornecerem uma chave PIX para a devolução.

Caso não tenha uma chave cadastrada, você precisará entrar em contato com a instituição para combinar a forma de recebimento. Outra opção é criar uma chave e retornar ao sistema para fazer a solicitação.

No caso de valores a receber de pessoas falecidas, é preciso ser herdeiro, testamentário, inventariante ou representante legal para consultá-los. Também é necessário preencher um termo de responsabilidade.

Após a consulta, é preciso entrar em contato com as instituições nas quais há valores a receber e verificar os procedimentos.

 

osul.com.br

Compre Aqui!

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

As Mais Lidas...​

Notícias Relacionadas