Desenvolvedores criam site para conectar pessoas que precisam de resgate a equipes de socorro

Em Santa Maria, forte chuva causou deslizamentos e deixou mais de 70% da cidade sem abastecimento de água Prefeitura de Santa Maria / Divulgação

Plataforma começou a funcionar na noite de quinta-feira (9) e já atendeu a pedidos de ajuda em Eldorado do Sul, Canoas e Porto Alegre.

Desenvolvedores do norte gaúcho criaram um site gratuito para conectar pessoas que precisam de resgate com voluntários e profissionais de socorro. A plataforma, lançada na noite de quinta-feira (9), reúne pedidos de ajuda na Região Metropolitana.

A ideia partiu dos amigos e desenvolvedores Arthur Cabral de Oliveira e Caio Miguel Bueno Fernandes, naturais de Carazinho e Palmeira das Missões, e hoje moradores de Porto Alegre. Frente a enchente em que foram submetidos na capital gaúcha, eles criaram o sistema com ajuda de outros profissionais da área.

— A gente viu de perto tudo que estava acontecendo e percebemos que poderíamos ajudar na comunicação dos resgates. Então usamos o que a gente sabe, que é desenvolvimento de software, para ajudar nesse quesito. Foi a primeira vez que a gente fez um software voluntário, sem fins lucrativos, só para ajudar as pessoas — conta Arthur.

Até o momento, foram registrados pedidos de socorro nas cidades de Eldorado do Sul, Canoas e Porto Alegre.

4964826_cb82be37eea7081 Desenvolvedores criam site para conectar pessoas que precisam de resgate a equipes de socorro
Até o momento, nenhum pedido foi marcado como “concluído” Reprodução

Como usar

A plataforma leva o nome de Resgate RS. Para acessar, basta acessar o site ou fazer o download do aplicativo. Ao entrar, é essencial colocar o número de celular para fazer o registro.

A partir daí, haverá duas opções: solicitar ajuda ou ajudar nos resgates.

No caso das vítimas, é possível informar o número de pessoas em perigo, se há animais e o endereço.

Caso o interesse seja ajudar a resgatar, o site abrirá a lista de todos os pedidos que não foram marcados como concluídos e ordenará por ordem de proximidade.

É possível ver o mapa e entrar em contato com a pessoa através do telefone para contato.

— A plataforma serve como um meio de organização para as pessoas que solicitam e quem está ajudando. É ágil, não precisamos fazer o direcionamento entre as partes, mas estamos sempre de olho dando o suporte, se necessário — explica Arthur.

Até as 12h deste domingo (12) havia 143 mortes confirmadas no RS, além de 131 desaparecidos e 806 feridos em 446 municípios afetados pelas enchentes no Rio Grande do Sul. Acompanhe a cobertura completa em GZH.

 

gauchazh.clicrbs.com

 

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Serra e Litoral nas principais redes sociais. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Tem também o nosso grupo do Telegram e Whatsapp.

AS MAIS LIDAS

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

Notícias Relacionadas