Aeroporto de Porto Alegre ficará fechado até o final do mês

Operações de pousos e decolagens estão paralisadas desde sexta-feira (3). (Foto: Reprodução)

A Fraport, concessionária do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, comunicou à Força Aérea Brasileira (FAB) que a retomada das operações só deve ocorrer após o dia 30 de maio. A estimativa anterior indicava que a liberação do terminal ocorreria nesta sexta-feira (10).

A operadora aponta que a situação ainda pode se alterar, mas segundo o relatório entregue à FAB após a descida das águas, será necessário avaliar as condições, tanto das pistas de pouso, decolagem e táxi das aeronaves como dos terminais de passageiros, que também tiveram o primeiro pavimento tomado pelas águas da enchente.

Veja a nota divulgada pela concessionária do Aeroporto de Porto Alegre:

“A Fraport Brasil informa que as operações no Porto Alegre Airport seguem suspensas por tempo indeterminado. Para cumprir a legislação aeroportuária, hoje (6/5), foi emitido um NOTAM (Notice to Airman) com data final em 30/5, que se trata de um documento, reconhecido internacionalmente, que tem a finalidade de divulgar alterações e restrições temporárias que possam ter impacto nas operações aéreas. Este aviso se destina às empresas e instituições relacionadas à aviação e pode ser alterado a qualquer momento. Esclarecemos que não há previsão de retomada das operações.

Pedimos que acompanhem as informações nos canais oficiais do aeroporto”.

 

Concessão

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, afirmou nessa segunda (6) que o contrato de concessão do Aeroporto Salgado Filho será revisitado para adequar à necessidade de investimentos para sua reconstrução.

Em conversa com jornalistas, Costa Filho afirmou que conversou com o presidente do TCU (Tribunal de Contas da União), Bruno Dantas, para que o processo de readequação da concessão, em razão dos danos causados pela enchente, seja feito de maneira rápida, mas com segurança jurídica.

“Já conversei com o ministro Bruno Dantas e vamos ter uma rediscussão da modelagem do contrato. É um dano natural e o contrato será revisitado para que o concessionário não seja prejudicado”, declarou.

O ministro se reuniu nessa segunda com executivos da Fraport, a concessionária do aeroporto da capital gaúcha. No encontro, Costa Filho ouviu que ainda não é possível dimensionar os danos causados pela enchente e que ainda não há uma previsão de retomada das operações.

A CEO da Fraport, Andrea Pal, declarou a jornalistas que também não há como avaliar os custos necessários para reconstruir o aeroporto. A concessionária também é responsável pela operação do aeroporto de Fortaleza (CE).

Existia uma expectativa de que a companhia remanejasse investimentos que seriam executados no aeroporto cearense para acelerar a recuperação da infraestrutura gaúcha, mas a possibilidade foi rechaçada.

 

osul.com.br

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Serra e Litoral nas principais redes sociais. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Tem também o nosso grupo do Telegram e Whatsapp.

AS MAIS LIDAS

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

Notícias Relacionadas