RS registra o primeiro feminicídio de 2024

Mayla Cardoso foi morta a facadas pelo ex-companheiro | Foto: Arquivo Pessoal / Facebook / Reprodução

Mayla Cardoso foi morta pelo ex-companheiro na zona Leste de Porto Alegre.

Uma mulher esfaqueada e morta pelo ex-companheiro em Porto Alegre foi o primeiro caso de feminicídio registrado no RS em 2024, segundo a Polícia Civil.

O crime ocorreu na quinta-feira, na rua João Vicente, no bairro Lomba do Pinheiro, na zona Leste.

A vítima foi identificada como Mayla Cardoso, de 31 anos. Ela deixa três filhos pequenos.

De acordo com a Brigada Militar, uma guarnição do 19º BPM foi acionada via 190 para verificar um suposto homicídio, próximo às 13h30min.

Chegando ao local, os soldados encontraram a vítima já em óbito. Ela não tinha medida protetiva de urgência em vigor.

O ex-companheiro dela, Ariel da Silva Rayel, de 32 anos, foi preso em flagrante. Ele já tinha antecedentes por receptação de celular.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o número de feminicídios no estado gaúcho caiu 27% em 2023, quando comparado ao ano anterior.

Segundo a pasta, o ano passado registrou 80 ocorrências. Já em 2022, foram 111.

 

Correio do Povo

Onde Ir

Dicas de Onde Ir, na Serra ou no Litoral
Onde Ir