Mega da Virada enche lotéricas em Porto Alegre e região Metropolitana

Sorteio gerou filas em lotéricas em Porto Alegre e na região Metropolitana | Foto: Maria Eduarda Fortes

Prêmio de R$ 570 milhões é o maior da história.

Milhões de pessoas em todo o Brasil apostam na Mega da Virada deste ano, que pagará R$ 570 milhões, o maior prêmio da história. O resultado sai neste domingo a partir das 20h. Neste sábado, o sorteio gerou filas em lotéricas de Porto Alegre e na região Metropolitana.

As apostas podem ser feitas em qualquer casa lotérica do país, por meio do aplicativo Loterias Caixa ou pelo site de loterias da Caixa. A aposta mínima é feitas de R$ 5 por seis números,

Dessa vez, diferente de edições anteriores, o concurso não acumula. O dinheiro será dividido, caso ninguém acerte as seis dezenas, entre os apostadores que acertarem cinco números, e assim por diante. As apostas podem ser feitas até às 17h de domingo.

No bairro Sarandi, na zona Norte da Capital, o pintor de automóveis Manoel Jeremias, de 53 anos, pretende adquirir imóveis, caso ganhe o prêmio. “Se ganhar o prêmio vou repartir com a família. Também quero comprar casas e apartamentos. O que importa é ficar rico.”

O aposentado Nei José Luís Bastos, 76 anos, gostaria de usar o dinheiro para viajar com a esposa, além de ajudar a família. “Faço meu joguinho todos os anos. Primeiro, quero ajudar meus três filhos e os dois netos. Vou comprar casas para eles. Depois, vou passear com minha esposa, com quem sou casado há mais 53 anos. Vamos viajar por todo o Brasil e também para o exterior.”

Já o trabalhador autônomo Fernando Born, 52 anos, pretende investir em terras. “Gosto de campo e lavoura, vou ir para o mato. Quero comprar uma propriedade no interior, para aproveitar o sossego do campo.”

Em Gravataí, mais de 60 pessoas faziam apostas em uma lotérica no bairro Morada do Vale 1. A fila chegava a sair para a parte externa do estabelecimento.

A industriária Patrícia Botelho de Souza, 38 anos, apostou no sonho de ter uma rede de academias. “Não gosto de jogos, é a primeira vez que aposto. Fiz isso porque estou cansada de trabalhar igual a uma condenada. Com o dinheiro, montaria uma rede de academias e seria dona do meu próprio nariz.”

Já o aposentado Guillherme Borges, 65 anos, disse que utilizaria o dinheiro para comprar uma propriedade na área rural do município da região Metropolitana. “Vou comprar um sitio em Morungava e descansar.”

A dona de casa Milena Maria Cardoso, de 60 anos, afirmou que quer pagar as contas. “Estou fazendo uma ‘fezinha’. Preciso pagar as minhas contas, que já estão se acumulando. Se Deus quiser, vou conseguir pagar tudo.”

 

Correio do Povo

Onde Ir

Dicas de Onde Ir, na Serra ou no Litoral
Onde Ir