Irmãos compartilham tradição como guarda-vidas no Litoral do RS

Irmãos guarda-vidas dividem guarita na Praia da Cal, em Torres | Foto: Mauro Schaefer

Dupla de bombeiros mantêm vocação de zelar pela segurança da população.

Do alto da guarita 10, na praia da Cal, Guilherme André Olkoski da Silva, 31 anos, observa atentamente, pela manhã, os banhistas da prainha localizada em Torres, no litoral Norte.

À tarde é a vez de David Antônio Olkoski da Silva, 38 anos, ocupar o mesmo posto. E será assim até o fim da temporada, porém, quando deixarem de compartilhar o mesmo posto de trabalho à beira-mar, esta dupla seguirá unida.

Além de irmãos que compartilham a paixão pelo ofício de guarda-vidas, os dois atuam durante o ano como bombeiros no Vale do Sinos.

Guilherme André é bombeiro há 11 anos e guarda-vidas há 9, sendo sete seguidos na agitada praia da Cal. “Então, é a praia aqui da volta com mais correria, digamos assim, né? Por causa do mar agitado por conta das pedras. Aqui nós estamos com 26 salvamentos, felizmente todos com sucesso”, comemora.

Com a experiência de 17 Operações Golfinho, David atua na equipe responsável pelo treinamento de novos e antigos guarda-vidas do Rio Grande do Sul. “Estou na equipe de segurança dos treinamentos desde 2015. É, sem dúvida, a área de atuação dentro dos bombeiros em que eu tenho maior conhecimento e também reconhecimento” considera David.

IRMAOS1-3 Irmãos compartilham tradição como guarda-vidas no Litoral do RS
Guilherme André e David têm paixão pelo trabalho junto ao mar | Foto: Mauro Schaefer

 

Vocação de família

Os irmãos atuam lado a lado no 2º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Sapiranga. E os dois revelam que ingressaram na carreira para seguir os passos do pai, Antônio Carlos Oliveira da Silva, 57 anos, hoje na reserva.

“Ele era bombeiro e foi guarda-vidas nos anos 1980, se eu não me engano, por 28 anos”, conta Guilherme André.

A paixão por atuar na beira da praia foi, segundo os irmãos, herdada do pai. “É negócio de família, a gente vem pra praia desde sempre, vinha com o pai. Na verdade, entrei pros bombeiros por causa do guarda-vidas.”, diz Guilherme André, seguido pelo mano mais velho: “Acompanhei o pai nas operações verão que ele atuou. Quando prestei o concurso, já visava me especializar na área do salvamento aquático e segui esse objetivo”, contou David, que revelou ter também um tio e dois primos guarda-vidas. “Poder fazer o que gosto ao lado dos meus familiares traz ainda mais orgulho e satisfação.”

“É a melhor escolha que fiz na minha vida, sou completamente realizado no que eu faço”, fechou Guilherme André.

 

No trabalho e na vida

Fora do trabalho, os irmãos também estão unidos. Dividem a mesma casa no verão, fazem exercícios e aproveitam o habitat preferido: o mar.

“Compartilhamos os gostos pela atividade física. Fazemos academia e estamos na mesma equipe de natação, além da paixão em comum pelo litoral”, afirma Guilherme André.

“Mesmo fora do trabalho, sempre que podemos, estamos com os pés na areia e dentro da água salgada”, finalizou David.

 

Correio do Povo

Onde Ir

Dicas de Onde Ir, na Serra ou no Litoral
Onde Ir