Chuva deve retornar ao RS e persistir até quinta-feira em todo o Estado, com possibilidade de temporais e queda de granizo

Regiões mais afetadas devem ser Campanha, Sul, Centro, Norte e Noroeste

4867543_e88ea111e9e6d69 Chuva deve retornar ao RS e persistir até quinta-feira em todo o Estado, com possibilidade de temporais e queda de granizo

Inmet emitiu alerta laranja, de perigo, para a possibilidade de nova tempestade no território gaúcho.André Ávila / Agencia RBS 

Após uma terça-feira (21) quente em quase todo o Estado, a chuva deve retornar. A previsão para quarta-feira (22) é de pancadas isoladas de chuva ao longo do dia em todo o Rio Grande do Sul, com possibilidade de ocorrência de temporais, fortes rajadas de vento e queda de granizo.

O avanço e intensificação das áreas de instabilidade pode ser explicado por uma região de baixa pressão atmosférica, o mesmo processo físico que causou a chuva dos últimos dias.

Somando esse fator com o fluxo de umidade vindo do norte do país e a influência do El Niño, que deve atuar até abril de 2024, o resultado não poderia ser outro.

Na madrugada desta quarta-feira, fortes pancadas de chuva devem voltar a atingir todo o Estado.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta laranja, de perigo, para a possibilidade de nova tempestade. Válido até as 15h de quarta-feira, o comunicado contempla todo o território gaúcho, sinalizando a chance de chuva de até 100mm, rajadas de vento que ultrapassam os 100 km/h e queda de granizo.

— Neste momento, as regiões mais afetadas devem ser Campanha, Sul, Centro, Norte e Noroeste. Em algumas cidades, o volume total de chuva previsto para quarta e quinta-feira (23) pode se aproximar dos 100 milímetros — afirma Lucas Fagundes, meteorologista da Sala de Situação do Estado.

Os maiores volumes de chuva estão previstos para o Noroeste. Em municípios como Tiradentes do Sul e Três de Maio, são esperados volumes superiores aos 90 milímetros, o que corresponde a quase metade da média esperada para o mês inteiro. Em Pelotas, onde a média histórica, de acordo com os dados do Inmet, é de 99,4 milímetros em novembro, a previsão é que chova até 85 milímetros até a noite de quarta-feira.

— Importante pontuar que o perfil da chuva vai ser diferente. Não teremos um evento tão intenso quanto semana passada, com chuva persistente o dia todo. Nos próximos dias, vamos ver pancadas mais isoladas, com chuva pontualmente forte e temporais — acrescenta Lucas.

Outras áreas também terão chuva intensa
Em Passo Fundo, no Norte, a previsão é de que chova cerca de 75 milímetros nos dois dias, o que corresponde a 46% da média histórica para o mês de novembro. Nos últimos 15 dias, segundo dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), foram registrados 329 milímetros de chuva na cidade, quase o dobro do previsto para o mês inteiro.

Segundo o meteorologista, no Vale do Taquari e no Vale do Caí, regiões com municípios devastados pela intensa chuva do último final de semana, os temporais devem continuar sendo fortes e preocupantes. Por isso, a situação dos rios na Região dos Vales ainda exige atenção. Não se descarta a possibilidade de novos transtornos causados pela chuva.

A condição é perfeita para a formação de temporais com queda de granizo e fortes rajadas de vento. Por isso, o Inmet chama atenção para os perigos envolvendo quedas de árvores, quedas de energia, descargas elétricas, enxurradas e alagamentos.

Quando o sol reaparecerá?
A chuva deve persistir até quinta-feira de madruga na maior parte do Estado. Em algumas regiões, como no Norte, a condição pode continuar até um pouco depois do amanhecer. Durante a tarde, o tempo ficará firme, com nuvens no céu. Na sexta-feira (24) e no final de semana, o sol volta a aparecer em todas as regiões.

— A chuva deve causar uma virada no tempo, ocasionando uma pequena redução da temperatura.

Na madrugada desta quarta-feira, ainda será bastante abafado em todo Estado. Mas entre quinta-feira e sábado (25), a temperatura deverá ser mais amena, alguns degraus abaixo do visto nos últimos dias, com mínimas que se aproximam dos 15°C — alerta Marcelo Schneider, meteorologista do Inmet.

A má notícia, porém, é que no domingo (26), novas áreas de instabilidade devem voltar a se formar.

A próxima semana poderá começar chuvosa na grande maioria do Estado.

*Produção: Yasmim Girardi

gauchazh.clicrbs.com.br

Guia Serra e Litoral só R$ 20 POR ANO
Estamos em faze de lançamento, Anuncie Conosco preço promocional

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Serra e Litoral nas principais redes sociais. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Tem também o nosso grupo do Telegram e Whatsapp.

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp