Saiba por que o Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson é celebrado em 11 de abril

O mal de Parkinson atinge cerca de 1% da população mundial com mais de 65 anos

Saiba por que o Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson é celebrado em 11 de abril

Doença atinge o sistema nervoso central, interferindo nos movimentos do corpo, causando tremores, rigidez nos membros, lentidão, depressão e distúrbios na fala; Estima-se que, só no Brasil, há mais de 200 mil casos.

Nesta quinta-feira (11), é celebrado o Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson, doença atinge cerca de 1% da população mundial com mais de 65 anos. Estima-se que, só no Brasil, mais de 200 mil pessoas sejam afetados por essa condição. Embora muitos controlem os sintomas com medicamentos, em alguns casos a cirurgia, conhecida como “Deep Brain Stimulation” (Neuroestimulação Profunda do Cérebro), é recomendada.

Essa cirurgia visa controlar tremores e rigidez, e envolve a implantação de eletrodos para modular os estímulos elétricos na região cerebral afetada pela doença. O mal de Parkinson é considerado a segunda doença neurodegenerativa mais popular, ficando atrás apenas do Alzheimer. Ele atinge o sistema nervoso central na região responsável pela produção de dopamina, o que interfere nos movimentos do corpo, causando tremores, rigidez nos membros, lentidão, depressão, distúrbios na fala, além de desequilíbrio.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o trata-se de “condição cerebral que causa distúrbios de movimento, mentais e do sono”. A data é celebrada neste dia 11 de abril em homenagem ao aniversário do médico responsável pela descoberta da doença, James Parkinson (1755-1824).

Segundo o doutor Pedro Deja, neurocirurgião e presidente do Instituto Paulistano de Neurocirurgia, apesar de ser tratada com medicamentos, o uso de remédios a longo prazo pode causar problemas à saúde. “Embora os medicamentos para a doença de Parkinson possam ser usados para se melhorar a função motora, eles podem perder sua eficiência com o tempo, causar efeitos colaterais ou ambos.

Além disso, conforme o problema progride, os níveis de medicação exigidos para o controle da função motora podem causar efeitos colaterais intoleráveis e indesejáveis”, destacou o médico. Ainda conforme Deja, existem outras alternativas para tratamento, como a palidotomia, que envolve a destruição de uma região do cérebro envolvida no controle do movimento. “Uma palidotomia pode ser uni ou bilateral. Os efeitos adversos podem incluir hemorragia, fraqueza, deficiências de visão e fala, e confusão.” Além disso, há a Terapia de Estimulação Cerebral Profunda (ECP), que auxilia na estimulação cerebral que oferece um tratamento ajustável e, se necessário, reversível para a doença de Parkinson. “A terapia usa um dispositivo médico implantado, semelhante a um marca-passo, que cria uma estimulação elétrica em regiões precisamente específicas do cérebro. A estimulação dessas regiões permite que os circuitos do cérebro que controlam o movimento funcionem melhor.”

Pedro Deja ainda falou sobre o aumento de casos e o impacto da doença no sistema de saúde. “A prevalência da doença de Parkinson dobrou nos últimos 25 anos. Hoje mais de 8,5 milhões de indivíduos vivem com esta doença no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em 2017, os custos anuais da doença para os Estados Unidos foram estimados em US$ 52 bilhões, valor que continuará a crescer à medida que a incidência e a prevalência aumentarem. Embora a doença de Parkinson atualmente não tenha cura, há várias opções de tratamento, incluindo medicação e cirurgia”, destacou o médico.

#jovempan #52bilhões #Parkinson #abril

 

jovempan.com.br

Guia Serra e Litoral só R$ 20 POR ANO
Estamos em faze de lançamento, Anuncie Conosco preço promocional

Quer ficar por dentro sobre as principais notícias do Brasil e do mundo? Siga o Serra e Litoral nas principais redes sociais. Estamos no Twitter, Facebook, Instagram e YouTube. Tem também o nosso grupo do Telegram e Whatsapp.

Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?

Olá, Seja bem-vindo!
Você já acessou a nossa Página Osório na Web hoje?
𝐀𝐜𝐞𝐬𝐬𝐞, conheça e fique bem informado(a) dos acontecimentos do 𝐃𝐈𝐀-𝐃𝐈𝐀.

Osório na Web e Portal Serra e Litoral Juntos.
Segue o Link da Página

Página Osório na Web

Redes do Grupo Fortes Publicidade
Notícias atualizadas 24h.

Receba as principais notícias do Portal Serra e Litoral no seu WhatsApp

Notícias Relacionadas